sábado, 21 de abril de 2012

Que bom...


Nunca casamos
Puta tesão e não brigamos
Raros que somos, assim nos amamos.

Bete.Sita

2 comentários:

  1. Amar sempre e todas as maneiras.Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amores incompreensíveis, são sempre às mudanças do tempo sensíveis e se entendem por serem assim tão impossíveis. Obrigada por sua leitura querido Arnoldo. Bjs!

      Excluir